Vale a pena ter um ponto comercial?

Salão de Beleza (Guilherme Petri)

Vale a pena ter negócio físico?

Se você é empreendedora, já sabe que uma das dúvidas mais cruéis na hora de expandir o seu negócio é:

“Vale a pena ter um ponto comercial? Vale a pena pagar para ter um local fixo?”

Eu já passei por esse momento de crise um dia, e hoje estou aqui para te mostrar 3 pontos que podem clarear essa ideia na sua cabeça e te ajudar a tomar sua decisão.

Vamos lá?

1 – Você tem dispensado clientes?

Dispensar clientes por falta de tempo é um dos maiores indícios de que o seu negócio está passando por um processo de crescimento.

E isso, por vezes acontece quando você não possui uma estrutura física para facilitar a organização da sua agenda.

Deixa eu te explicar melhor.

Pense em uma empreendedora autônoma que faz atendimento à domicílio. O tempo de deslocamento para o atendimento de cada cliente reduz a sua produtividade em pelo menos metade do tempo.

Com um espaço físico, você pode expandir sua grade horária de atendimento, pois são as suas clientes que vêm até você. Você minimiza seu gasto de tempo, e aumenta seus rendimentos.

2 – Você possui um faturamento seguro?

Bom, antes de tudo é importante lembrar que “faturamento seguro” não significa faturar a mesma quantia todos os meses. Mas sim, ter um piso de faturamento que te dê certa segurança.

Uma vez que esse faturamento seguro te dê condições de alugar um ponto comercial, você já pode começar a pesquisar por localidades e espaços que conversem com o seu negócio.

E por que eu digo isso? Eu digo isso porque é muito perigoso apostar em um ponto comercial sem uma estimativa de faturamento baseada em fatos!

3 – É isso mesmo que você precisa?

Esse último tópico é um ponto fora da curva.

Ter um ponto comercial é o sonho de milhares de mulheres. Mas muitas e muitas empreendedoras acabam antecipando esse sonho de forma desnecessária.

Por vezes, o sonho de ter um espaço personalizado para chamar de seu, pode fazer com que você se esqueça do momento que seu negócio está passando.

Eu me lembro de quando estava lá no começo, atendendo minhas clientes em casa. Eu havia criado um espaço para atendimento das minhas clientes dentro da minha própria casa, e aquele espaço atendia as minhas necessidades por completo.

Eu já tinha um faturamento seguro, não precisava gastar tempo com deslocamento e tinha tudo para ir para um ponto comercial.

Mas antes de tomar a decisão, eu parei e refleti para ter certeza de que era exatamente aquilo que meu negócio precisava no momento.

Chegou uma hora em que a quantidade de clientes dentro da minha casa começou a sair do controle, e ali eu percebi que de fato precisava de um ponto comercial.

Mas eu não fui levada pelas emoções, e sim pela racionalidade.

Por isso, antes de qualquer decisão, pense bem, tá?

Leia também:

Assuntos Relacionados